EXECUTIVO E LEGISLATIVO DE PRESIDENTE MÉDICI ADEREM A PROGRAMA FEDERAL E GARANTE INTERNET PARA VILAS E DISTRITOS DO MUNICÍPIO

O prefeito Edilson Alencar, acompanhado pelos vereadores do Legislativo Municipal aderiram, esta semana, ao Programa Governo Eletrônico – Serviço de Atendimento ao Cidadão (GESAC) do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) comandado por Gilberto Kassab, e que foi intermediado pelo deputado federal Expedito Netto. Com a adesão, as vilas Santo Antônio e Bandeira Branca, os distritos de Estrela de Rondônia, Novo Riachuelo e Vila Camargo passarão a contar com sinal de internet ainda este ano, em um raio de cinco quilômetros de cada localidade. “Essa é uma grande conquista para nosso município e, principalmente, para as áreas que serão abrangidas pelo programa, afinal com acesso a internet de qualidade e extremamente moderna a comunicação se torna mais ágil mesmo em pontos mais remotos, possibilitando rapidez na realização de negócios e tantas outras operações”, comemorou o prefeito Edilson Alencar.

O deputado federal Expedito Netto (PSD-RO) em parceria com o titular do MCTIC, Gilberto Kassab, anunciaram em maio do ano passado , o lançamento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) que levará internet a 100% do território nacional, além de garantir a segurança das comunicações e fortalecer a indústria espacial brasileira.

Moderno e com alta capacidade de conexão, o SGDC alcançará locais em que a rede de fibra óptica não chega – como em alguns distritos e áreas rurais de Rondônia que não possuem telefonia móvel ou sinal de internet – propiciando assim a inclusão social e favorecendo o desenvolvimento socioeconômico do Brasil.

O lançamento do satélite, fabricado na França, ocorreu a bordo de um foguete do Centro Espacial de Kourou, na Guiana Francesa.

O satélite lançado também tem importante papel social. Convênios assinados entre os ministérios da Educação e da Saúde e a Telebrás vão permitir que pelo menos 7 mil equipamentos públicos municipais, estaduais e federais possam conectar-se à rede mundial de computadores. Na avaliação do Ministro Gilberto Kassab, essas ações vão elevar a qualidade dos serviços públicos e melhorar as condições de cidadania da população.

“Qualquer escola da região Norte, por exemplo, em poucos meses, terá acesso à banda larga, fazendo com que a educação seja de melhor qualidade. Da mesma maneira, ele possibilitará, por meio desse satélite, levar a banda larga a qualquer equipamento de saúde pública do nosso país”, disse Kassab.

Para Expedito Netto, esse foi um grande passo dado pelo país. “Acompanhei parte do desenvolvimento desse projeto e quero parabenizar nosso ministro Kassab por toda dedicação que teve. Agora temos nosso próprio satélite, e isso acarretará em uma economia aos cofres públicos”, comentou Netto.

Engenheiros e técnicos brasileiros operam o satélite e realizam o controle do equipamento em solo, processo a cargo dos militares a partir do 6º Comando Aéreo Regional (VI Comar) da Aeronáutica, em Brasília, e da Estação de Rádio da Marinha, no Rio de Janeiro.

O projeto é uma parceria entre o MCTIC e o Ministério da Defesa, com investimento de R$ 2,1 bilhões.